30.jul.2021

Intelbras anuncia resultados do 2T com receita líquida de R$ 724,9 milhões e lucro líquido de R$ 85,3 milhões

Fábrica Intelbras em São José/SC

 Lucro Líquido foi de R$85.276 mil, representando um crescimento de 67,2% com relação ao mesmo trimestre do ano passado

A Intelbras (INTB3), empresa brasileira com 45 anos de história, acaba de divulgar resultados financeiros positivos referentes ao segundo trimestre de 2021. Os principais destaques foram a Receita Operacional Líquida de R$724.950 mil, representando um crescimento de 109% com relação ao mesmo período do ano anterior e 4,1% em comparação ao primeiro trimestre desse ano, e o avanço do EBITDA*, que apresentou um crescimento de 31,9% com relação ao mesmo período de 2020, atingindo o valor de R$95.918 mil. O Lucro Líquido foi de R$85.276 mil, representando um crescimento de 67,2% com relação ao mesmo trimestre do ano passado. 

“Concluímos o primeiro semestre de 2021 com nossos planos sendo executados de forma assertiva e com os resultados previstos. Crescemos nossa receita operacional líquida em 6,0% com relação ao segundo semestre do exercício anterior. Destacamos, também, que neste trimestre iniciamos a integração de nossa mais nova controlada, a catarinense KHOMP e já temos as equipes Comerciais, de Pesquisa e Desenvolvimento trabalhando em conjunto. Iniciamos, um estudo para integração das áreas industriais de forma a ganhar produtividade e maior competitividade nos itens da linha de soluções tecnológicas desenvolvidas com a KHOMP”, afirma Altair Silvestri, CEO da Intelbras.  

Os três macro segmentos de atuação da Intelbras – Segurança, Comunicação e Energia – apresentaram crescimento quando comparados ao mesmo período de 2020, bem como com o primeiro trimestre de 2021. “Comparado com o exercício anterior, registramos crescimento de receita operacional líquida de 259,3% no segmento de Energia e mantivemos um crescimento de 5,9% com relação ao trimestre passado. Tal fato reforça a estratégia assertiva de nossas unidades de negócio. Observa-se, também, o crescimento da contribuição do faturamento de Energia na companhia, que no 2T de 2020 representou 10% e, neste trimestre, alcançou 14% da receita operacional líquida”, explica Silvestri. 

Apesar dos segmentos de Comunicação e Segurança serem  afetados pela dificuldade no abastecimento de chipsets, também apresentaram crescimentos importantes. O Lucro Bruto da Unidade de Segurança foi de 35,4%  e a receita líquida da Unidade de Comunicação obteve crescimento de 5,5% com relação ao forte primeiro trimestre de 2021. Os números confirmam as estratégias assertivas de atendimento aos canais de distribuição e de provedores regionais de internet realizados pela Intelbras.  


Principais resultados consolidados 

 

A receita líquida de R$ 724.950 milhões reflete um crescimento de 4,1% com relação ao primeiro trimestre e de 109,0% com relação ao mesmo período do exercício anterior. Destaque para o canal de distribuição que, mesmo com o fechamento do comércio no início do trimestre, obteve alta nos níveis de sell out quando comparado ao primeiro trimestre, e um crescimento de 5,8% na receita quando comparado ao trimestre anterior; 

O lucro bruto foi de R$ 218.530 mil, indicando uma manutenção da margem bruta em 30,1%, número que representa 0,2 ponto percentual acima da margem apurada no primeiro trimestre deste exercício. “Os constantes aumentos de custos das matérias primas e dos fretes internacionais foram compensados pelos reajustes de preços necessários, avaliados em cada linha de negócios, para a manutenção de suas margens. Observa-se, portanto, uma manutenção da margem bruta  em 30,1”, complementa o CEO da Intelbras; 

O lucro líquido no periodo foi de R$ 85.276 mil, representando uma margem líquida de 11,8% em linha com o histórico da Intelbras. O resultado do 2T confirma a robustez das estratégias da companhia: crescimento com manutenção do resultado. Embora com uma queda de 4,9% com relação ao primeiro trimestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 67,2%; 

Lucro operacional antes do resultado financeiro acumulado dos últimos doze meses cresceu 5,1%, alcançando R$441.844 mil. Por outro lado, o capital empregado cresceu 23,5% quando comparado com o apurado no primeiro trimestre deste ano. Esse acréscimo se deve, principalmente, a dois aspectos: início dos investimentos em aquisições e em expansão da capacidade industrial e aumento do patrimônio líquido devido à conta de lucros acumulados e ainda não destinados. 

Avanço do EBITDA* que  apresentou um crescimento de 31,9% com relação ao mesmo período de 2020, atingindo o valor de R$ 95.920 mil.A margem EBITDA do segundo trimestre está alinhada com o resultado histórico da companhia, que vem incrementando seus investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento e se praparando para manter seus níveis de crescimento de acordo com seu histórico", explica Silvestri. 

Notícia completa disponível em: https://revistasegurancaeletronica.com.br/intelbras-anuncia-resultados-financeiros-do-2t-com-receita-operacional-liquida-de-r724-9-milhoes-e-lucro-liquido-de-r-85-3-milhoes/